sábado, 22 de outubro de 2011

A primeira providência ao casar e morar com um insone...!

Alguém aí tem ideia de quem mexeu no meu despertador?

Eu não estranharia se alguém respondesse "VOCÊ MESMO" !

Ah... sina desgraçada! ... Assistir o amanhecer, que é lindo... Eu concordo!

Mas gosto de assistir à ele não contra minha vontade!

Aplaudo todo novo dia! Mas na minha hora.



Ouvir o esquentar das cordas vocais dos passarinhos logo de manhã cedo...

Observar aos poucos os "cri-cri" dos gafanhotos irem parando e sumindo...

dando lugar para o som dentro da minha cabeça!...



Ontem estava tudo caminhando bem... esperei minha parceria chegar do trabalho, dei a devida atenção marital... nos despedimos e fomos dormir. Hoje é dia da primeira prova do ENEM! Estava tudo certo... Até o meu despertador tocar às 5h00!



(...)



Interessante... eu lembro da minha mãe e meu pai se superarem na chatice de todo pai e mãe de uma criança de 6, 7, 8 anos... que está morando numa região do país que faz aquele frio gostoso de manhã cedo... e eles (mais o meu pai do que minha mãe, verdade seja dita) ficavam chamando meu nome repetidas vezes! Desligavam o ventilador, puxavam meu lençol, me balançavam... Aumentavam a hora do dia em cerca de meia hora no mínimo... isto em horário de verão naquele estado... puts! Imagine então o quanto estava cedo! Mas eu precisava acordar para ir ao colégio!



A questão é... eu acordava cedo. Porém o meu rendimento só pegava no tranco, e à partir das 10h da manhã! E eu não tinha dificuldade em ficar acordado na madrugada, sobretudo na época do carnaval... e assistir da primeira até a última escola de samba entrar na Sapucaí!



Ou era isto, ou acontecia o que acabou de acontecer mais uma vez... Eu dormia, mas com o mínimo som do lado de fora (ou do despertador do meu lado) eu já estava acordado... cansado, óbvio; lerdo, evidente; em busca de programas culturais televisivos que começassem cedo, ou vendo a última parte do Corujão... Mas ali era somente a continuidade do sono forçado que me roubou o tempo da madrugada acordado!



E nesta ocasião eu me confrontava com o seguinte problema: O que faz uma criança em sua primeira infância (por mais precoce que eu pudesse ser... ainda assim eu era uma criança) acordada, sozinha dentro de casa às 5h da manhã, vendo tv, que, desde sempre, nunca foi algo legal de se ver?




Restavam-me então as tarefas de casa, ou ler adiantado os assuntos do colégio que estavam por vir; fazer o café-da-manhã, para quando minha mãe acordar já termos o que comer...; E mais nada!



Por uma lógica, me parece que seria mais do que esperado que eu, por volta das 20h ou 21h, devesse já estar com sono, cansado e pronto para dormir, concordam? Pois é! Eu não estava! Estava buscando alguma programação noturna para fazer... Corujão 1, 2, 3; leituras; e o que mais fazia... ouvia música no velho walkman e pensava na vida. No por quê das coisas..., e como tudo seria... se tivesse alterado algum simples detalhe. Por exemplo:



1) imaginem o ser humano hoje em dia com os braços do tamanho daqueles hominidaes que dizem termos nós descendido deles! Talvez tivessem alterado o formato ou demorado mais para alguém criar o controle remoto dos aparelhos eletrônicos, e com certeza os abraços seriam mais... como posso dizer? Envolventes! (literalmente);



2) o que seria de mim se meus pais não tivessem se conhecido? Eu existiria, esta minha consciência, este ser pensante e atuante que vos escreve... será que seria igual? A minha essência seria a mesma? Seria melhor? Ou pior? Quais seriam os meus valores? Que feição eu teria? Como seria minha vida? Onde eu estaria hoje? Agora? Aliás... existiria o mesmo EU?





Pensamentos complicados para uma criança tão novinha, é verdade... porém pensamentos que me acompanham até hoje! "Como tudo seria, se fosse tudo diferente?" Até o meio em que fui criado me influenciaria, e quanto à parcela inerente à nossa essência natural influenciaria no meu "outro eu"? E a partir daí é simples... você tem uma infinidade de pensamentos para entreter suas horas... de manhã cedo, na madrugada, à tarde, ou à noite!



E quando eu não estava pensando nisto tudo, ouvindo música, ou zapeando a tv... eu estava contando números! Sim... uma mania que eu acho que acabei criando para entreter minha mente... somar, dividir, subtrair, multiplicar... ver semelhanças aparentemente imperceptíveis aos olhos rápidos de qualquer pessoa, mas que estão lá! Como o rio que está atrás da possível janela onde estava La Gioconda, mais popularmente conhecida como Monalisa, no momento do registro da famosa pintura! Sim, meus caros. Atrás dela existe um rio... mas ninguém o vê! Apenas nos entretemos com o sorriso enigmático dela, e com as histórias (verídicas ou não) sobre a origem real da pintura.



Pois assim fazia eu: buscava aquilo que ninguém via nos números... nas combinações..."coincidências" que sempre me encantaram! E me acompanham até hoje! Frequentemente sou questionado "estás pensando em que?" E eu sempre respondo a verdade: "Estou ouvindo música", ou "Estou fazendo contas".





E tudo isto sai daqui de dentro... desta cabecinha única... às vezes solitária... às vezes "mal ouvida" (sempre tive problemas em ser ouvido... e algumas vezes quando sou, reclamam que eu falo demais!)... esta cabecinha precoce, envelhecida e forçada a pular etapas da vida, etapas naturais... primeira-infância, infância, puberdade, pré-adolescência, adolescência, e então até chegar à fase adulta... Muito mais do que eu merecia, ou desejava, eu me vi obrigado contra-vontade a ser adulto! Mas um adulto que permanece com manias de infante... acordar cedo por nada, dormir tarde lutando para dormir, ouvindo o som da música da minha mente, e fazendo contas para tentar calar o mundo em minha volta.



Às vezes o mundo é muito barulhento! Barulhento e curto, assim como a vida! Complicado por obra dos seres humanos; hipócrita por causa da sociedade...



E esta insônia que me persegue... como tantos outros males! E eu continuo pensando:

"Como seria minha vida, quem seria eu, o que seria de mim, se tudo na minha vida tivesse sido diferente?"



Não me arrependo de muitas coisas, e não sei se trocaria uma vida de incertezas e de surpresas que não tenho ideia se estaria pronto a enfrentar!... Mas fico curioso em saber. Acho que todos ficamos!



Mas... finalizando o texto, eu volto ao título... A primeira providência ao vir morar comigo é:



"Tira o despertador que estiver com a hora de despertar errada de perto de mim! Mesmo que tenha sido eu sonambulo que tenha alterado a hora! Tá certo?"



E a segunda... bom a segunda eu acho melhor ficar para outro post!







Flávio Augusto Albuquerque

*PUBLICADO ORIGINALMENTE EM 22/10/2011 NO BLOG: http://flavioguto.blogspot.com*

sábado, 15 de outubro de 2011

Para refletirmos juntos...

Outro dia me perguntaram sobre minha sexualidade...se eu era hétero, homo, bi, tri, tetra, penta, stereo, mono... Então eu parei, olhei bem para a cara de quem me perguntava e respondi:

"Sou um mamífero bípede onívoro, da família Hominidae, da espécie H.sapiens e subespecie H. s. sapiens; sou alérgico a poeira, ácaro, mofo ou bolor, aos medicamentos AAS, Dipirona, Profenide, Diclofenaco sódico e potássico; sou de sangue negro; meu índice de ácido úrico dá sempre alterado, e isto provoca em mim frequentemente cálculos renais; sou bancário, concursado; me formarei em Direito, farei mestrado, doutorado, serei professor de Direito e ou Filosofia, e pretendo fazer outra faculdade também, pois conhecimento nunca é demais! Estou longe de ser perfeito; meus hobbies são assistir a filmes, ler livros, escrever livros; sei falar mais 2 línguas além do português com certa fluência; tenho bipolaridade, mas estou tratando e controlando; e um sonho... sem demagogia, mas o meu maior sonho é que exista mais justiça no mundo, menos guerra e mais amor, respeito e tolerância entre os seres humanos!"

... Então calei-me. Simplesmente pelo fato óbvio de que diante de tantas informações sobre quem eu sou... me pareceu totalmente insignificante a pergunta que me fora feita! Com tanta guerra no mundo, tanta fome, violência, roubalheira, miséria....tanta desgraça... poluição do meio ambiente... e as pessoas ainda se preocupam com a vida íntima dos outros, ao invés de cuidarem das próprias vidas!? Isso sim é um absurdo! 

Pense nisso! Mude o seu foco!


Flávio Augusto Albuquerque

P.S.: Ninguém perguntou essa babaquice. É apenas um texto para reflexão.

*PUBLICADO ORIGINALMENTE EM 15/10/2011 NO BLOG: http://flavioguto.blogspot.com*

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

GREVE DOS BANCÁRIOS CHEGA AO FIM?

Pois é! A exemplo dos funcionários dos Correios, tudo indica que a greve que mobilizou cerca de 90% das agências bancárias em todo o país, colocando os funcionários de braços cruzados em forma de protesto e em busca de conquistas, chegará ao fim! Nesta sexta-feira houve avanço das negociações entre os sindicatos que representam a categoria e a FENABAN (Federação Nacional dos Bancos), e parece que a categoria conseguiu arrancar uma boa proposta, com reajustes representando aumento real de 1,5%, valorização do piso salarial, e PLR. O mais interessante foi a cláusula que coibe o transporte de numerário por bancários e o fim da divulgação de rankings de metas individuais dos funcionários, combatendo o assédio moral sofrido pelos funcionários!

Nesta segunda-feira dia 17-10-11, haverá assembléia para discutir as propostas, que caso aceitas, darão fim à greve, que entra em sua terceira semana, completando cerca de 20 dias de mobilização! A assembléia acontecerá no Sindicato, localizado na Avenida Manoel Borba, número 564, no bairro da Boa Vista, às 19h. Abaixo você pode conferir as principais conquistas das propostas feitas pelos Sindicatos! Analise e tire suas conclusões! E lembre que é importante a sua presença na Assembléia na próxima segunda-feira.


Flávio Augusto Albuquerque

*PUBLICADO ORIGINALMENTE EM 14/10/2011 NO BLOG: http://flavioguto.blogspot.com*